21 de novembro de 2007

Direito de resposta

A propósito disto, caro João, e como hoje acordei, ó horror dos horrores, vascopulidovalentiano dos pés à cabeça, tenho a dizer o que segue.
Portugal tem dois caminhos possíveis: ou aceita de uma vez por todas os Portugueses tal como eles sempre foram, são e serão, ou lhes move uma acção de despejo.

5 comments:

Anónimo,  22 de novembro de 2007 às 02:46  

Olha caro OGAIT
Deixa-me q te diga que inda mais q 2 Tugais, diria mesmo q há pelo menos 3
deles.
Inda hoje um dos jornalistas, já não sabendo mais q puxar para baixo, perguntava a Scolari:
" Não acha uma derrota ou uma desilusão o segundo lugar...?"
Por isso te digo, amigo ogait, há trinta mil Tugais, onde , de qd em vez nos encontramos... nem q seja por um segundo... ó ó
Eu cá gosto de empurrar para cima, puxar a carroça, optimista incorrigivel, não tenhas dúvida.
Quem está está!!

J.G.

W. V. D. 22 de novembro de 2007 às 10:48  

como escrevi noutro local, são os Tugas que dão cabo disto, eu ainda sou do tempo em que não eramos apurados para nada, agora somos.
Temos que puxar para cima.

Anónimo,  23 de novembro de 2007 às 08:57  

Eu nao sei quantos tugais ha... o que sei e que em Franca importunam as mulheres muculmanas pelo facto de usarem veu, que em italia se anda de mota sem capacete, em Espanha explodem bombas separatistas... Sei que vivo nos EUA e todos os dias vejo miseria suficiente para encher dois Martim Moniz... A queixa da nacional chico-espertice mais nao e do que um expediente (necessariamente chico-esperto) para conseguir lidar com a real dimensao e importancia de Portugal no Mundo de hoje... nao passa pois de um saudosismo imperialista de poetas que teimam em nadar com o manuscrito a tona de agua mas que se sentem mais tentados pela imagem que tem de si mesmos a salvar a patria do que em contribuir decisivamente para o fazer. Da mesma maneira que Kundera descreve em "A Imortalidade" sao comparaveis a Goethe quando se comove mais com a sua auto-imagem de comiseracao pelo sofrimento alheio do que propriamente com o proprio sofrimento dos outros... Nao estamos em tempo nem em mare de poetas... a Mensagem esta escrita ha muito tempo e Teixeira de Pascoaes descansa em paz... este pais precisa mais de homens de trabalho e de empenho do que de poetas e musicos moralistas... Este pais precisa sim de olhar para o futuro com confianca e saber que os portugueses sao tao ou mais capazes que os outros povos de vencer a maior das batalhas: o quotidiano... O Imperio, se e que alguma vez existiu enquanto tal, ja la vai... se calhar ainda bem... Um pouco de realismo SFF! PS: bravo OGAIT pela imagem da accao de despejo! MCP

ogait 24 de novembro de 2007 às 13:58  

Caramba, MCP! Para quando esse blogue?

Carol "Mozão" Mendes 24 de novembro de 2007 às 21:44  

Ogait, você foi linkado (que beleza esse verbo...), tá? E dos meus links é mais difícil de sair do que da lista de devedores de impostos pro governo brasileiro!
Só passei pra avisar, e obrigada pelo comentário.
Abraço

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

blogaqui?
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!