14 de julho de 2007

Proparoxitonamente, manifesto-me

"Retrato de Fernando Pessoa", Almada Negreiros.


Do grego "proparoxytónos". Sinónimo de "esdrúxulo". Que também é o meu sentimento, "proparoxítano", logo "ridículo", que em si é um adjectivo esdrúxulo, e os sentimentos esdrúxulos são "ridículos". Mas, como diria o heterónimo da Criatura, "ridículos" são os que nunca tenham tido sentimentos "esdrúxulos." Em paradoxo - do grego παράδοξος - estou numa onda de etimologia helénica - estás para mim o reverso do que o Almada sentia em relação ao Dantas: manifesto o meu "amor" por ti. Pim. Ou a minha "amorizade", como queiras. Pum.

Post confuso, mas o que não mata, engorda, inspirado pelo Manifesto Anti-Dantas, do Almada, pela Carta a Ophelia, do Álvaro, e, last but not at all the least, por ti.

4 comments:

W. V. D. 16 de julho de 2007 às 10:34  

deves andar a fumar daquilo que faz rir

ogait 18 de julho de 2007 às 15:10  

Proparoxitonamente. Da próxima vez que formos ao Bairro, vamos treinar a dicção em voz alta...

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

blogaqui?
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!